À VENDA NOS SEGUINTES LOCAIS

À VENDA NOS SEGUINTES LOCAIS
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Olupolo! ... Pocitali cange pali ocisinde colondungu, pole sisengiko. Nye?

Advinha!...Tenho um jindungueiro na minha horta, mas não posso colher nenhum. O que é?

Fonte: Grupo ETUMBULUKO LYE LIMI LYUMBUNDU (grupo no facebook)

Olongupa vipepa calwa!


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Si sukila vali oku fwamunla esinga, ndikasi kolonele vyepuyuko kupange, cisoka osãi. Haka! "Ocimbunlu nda cakava cilumana".

Não tenho mais que me preocupar em pentear o cabelo, estou de férias no serviço, para aproximadamente um mês. "O burro, quando se cansa, morde".

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

"nda walikuminya ocikutu ca Soma, lolona vyaco" (Olusapo kUmbundu)

Adágio Umbundu (Se te comprometes a herdar o casaco do Rei, herdas os piolhos nele contidos)
"Angola é a colónia mais aportuguesada, aquela em que as culturas autóctones mais foram reprimidas. É o país onde menos se falam línguas africanas nas ruas, então há uma hibernação do aspeto étnico-tradicional, mas que funciona depois nas manipulações, entre quatro paredes." (Marcolino Moco, In «Club-k», 08 FEVEREIRO 2012)