À VENDA NOS SEGUINTES LOCAIS

À VENDA NOS SEGUINTES LOCAIS
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Resultado do concurso relâmpago de tradução

1. ENUNCIADO: 
"Eci tweya palo, ko 1951, twalisanjele. Tunde ño eci vofeka mwakeya ovoyaki, ovina vyalinga ndayu vyalitamapo kamwe. Una la yuna ño apa alava ati 'ocange; camaikulu', eye inakulu yaco ka wi". (De um ancião numa aldeia rural distante onde passamos este fim-de-semana em excursão familiar)

2. O PRÉMIO ANUNCIADO: 
As três melhores tentativas serão recompensadas com um dos livros de Gociante Patissa, sendo que o primeiro ainda pode escolher entre ficar com o livro ou com o chapéu com a marca do músico Nelo de Carvalho. Vamos a isso?

3. A TRADUÇÃO QUE ME OCORREU NO MOMENTO EM QUE OUVI A FONTE: 
Quando cá chegamos, em 1951, vivíamos pacificamente. Mas desde que surgiram as guerras no país, as coisas tornaram-se mais ou menos confusas. Qualquer um ocupa o que quiser e diz 'é meu; é do meu avô, e ele nem sequer sabe quem é o tal avô dele.

4. AVALIANDO AS PROPOSTAS DE TRADUÇÃO

1.º LUGAR Manuel Cameia Sequesseque «Quando cá chegamos em 1951, estávamos deveras a vontade. Só quando chegou a guerra guerra fratricida no país, que as coisas ficaram algo embaraçadas. Qualquer uma pessoa, onde ocupa, diz logo que é seu 'ou da sua avô' porém nem se quer conhece a mesma avô.»

2.º LUGAR David Calivala «Quando cá chegamos, no ano de 1951, estávamos mais a vontade. Até que chegaram os confrontos no país, as coisas começaram a ficar meio sem ordem: este e aquele lá onde se instalassem diziam logo que esta terra é de nossa pertença por herança, e mesmo sem saberem o nome de quem "heradavam" tais propriedades.»

3.º LUGAR Victorino Luciano Balundo Sikunda Divel «Quando cà chegamos,isto em 1951,estavamos a vontade. Mas a partir do momento em q o pais entra em conflito armado, a situaçäo ficou um pouco complicado, isto devido a ocupaçäo inlegal de terreno e dizendo q o terreno lhes pretence, sem saberem quem é o aciäo da Zona ((o mais velho ou o fundador da zona).»


5. PRÉMIOS E CONDIÇÕES

a) O primeiro classificado tem o direito de escolher se fica com o chapéu com a marca do músico Nelo de Carvalho ou um dos seguintes títulos deGociante Patissa: "Não Tem Pernas o Tempo", "A Última Ouvinte" ou "Fátussengóla, O Homem do Rádio Que Espalhava Dúvidas".

b) O segundo classificado pode escolher se fica com "A Última Ouvinte" ou "Fátussengóla, O Homem do Rádio Que Espalhava Dúvidas", ou então acumular mais um "O APITO QUE NÃO SE OUVIU", também de Gociante Patissa, a ser lançado no final deste ano, conforme sua (Calivala) preferência na edição anterior, sendo que a dívida ser-lhe-ía saldada logo que o contigente chegasse do Brasil, onde é feita a impressão.

c) O terceiro classificado pode escolher entre A Última Ouvinte" ou "Fátussengóla, O Homem do Rádio Que Espalhava Dúvidas".

d) Quanto aos do prémio de participação, receberão um exemplar cada do livro "Fátussengóla, O Homem do Rádio Que Espalhava Dúvidas".

Para quaisquer reclamações, a porta está aberta. Ovilamo vyange!

Nenhum comentário: